Em uma capela de São José dos Campos, são Paulo, três irmãs decidiram unir o sonho de ambas e transformá-lo em um só: fazer um casamento coletivo. A capela Nossa Senhora Aparecida recebeu três casais no altar, celebrando o casamento das irmãs Silvia Regina Passos, 32 anos, Rosana Camilo, 27, e Sandra Camilo, 34.

A irmã do meio, Silvia, já estava casada no civil desde 2011, mas sonhava em se casar no religioso também. As irmãs Rosana e Sandra, noivaram, e também pretendiam se casar no religioso. Em uma conversa, as três perceberam que queriam se casar em 2016, e resolveram unir o útil ao agradável: fazer um único casamento e uma única festa para a celebração do casamento das três. Aliás, isso foi a melhor decisão tomada por elas, já que o que estava impedindo as irmãs era o dinheiro investido em uma festa.

“Não casei antes porque nesse período [desde 2011] eu tinha muitas coisas para pagar. E minhas irmãs também estavam passando por essa dificuldade de juntar o dinheiro para a festa. Além de dividir as tarefas do casamento, o valor da festa também ficou menor”, disse Silvia ao G1.

casamento triplo 2

Foto: DG Casamentos/Arquivo/G1

Outro ponto importante, além do dinheiro, também foi o fato de poder dividir os preparativos para a festa: “Ia ser muita correria fazer uma festa para cada uma. Sugeri então fazer uma para nós três e elas aceitaram a ideia. Começamos a organizar o casamento em janeiro. Se fosse individual, cada uma tinha que ter se planejado uns dois anos antes”, revelou Sandra.

Quem levou Silvia, Rosana e Sandra ao altar foi o irmão mais novo, que fazia um sinal com a mão avisando que ainda buscaria outra noiva. A mãe das noivas, Luiza Nazaré Camilo, 60 anos, ficou emocionada com o momento: “Chorei o dia todo antes da cerimônia, enquanto elas se arrumavam. Tentei não chorar na hora da cerimônia para não borrar a maquiagem durante o casamento, mas não teve jeito – era meu sonho vê-las casadas e com todas juntas a emoção triplicou”, contou.

O casamento que aconteceu no dia 23 deste mês, contou com 350 convidados e 24 casais de padrinhos. Apesar das diferenças entre as irmãs, a organização do evento foi tranquila, segundo Robson, noivo de Silvia. Além disso, o que facilitou o processo foi a amizade entre os casais “Somos muito unidos, as noivas são muito amigas e nós fizemos uma amizade muito grande também”, disse Robson.

Share This: